POESIA

Marco Aurélio Cremasco

Homem Bom*

queria ser homem bom
compreensivo
companheiro sensível

do tipo que ao andasse
um ou outro apontasse
lá vai um homem bom

mas deus, se é que existe,
não me fez santo nem anjo
me fez à semelhança

de ser homem
na esperança
de ser bom



*Reproduzido de http://www.candido.bpp.pr.gov.br/

Marco Aurélio Cremasco, poeta brasileiro


Voltar  

Confira também nesta seção:
20.08.17 19h06 » Olav H. Hauge
18.08.17 20h00 » Bashir Sakhawarz
16.08.17 20h00 » Augusto Massi
14.08.17 20h00 » Virgil Mazilescu
12.08.17 18h02 » Milton Nascimento
10.08.17 20h00 » Vimala Devi
08.08.17 20h00 » Ai Qing
06.08.17 20h00 » Sam Shepard
04.08.17 20h00 » Ivo Barroso
02.08.17 20h00 » Alvaro Posselt
31.07.17 20h00 » Jeton Kelmendi
29.07.17 20h00 » Haim Gouri
27.07.17 20h00 » Gennadiy Aygi
25.07.17 20h00 » Gerardo Diego
23.07.17 20h00 » Dennis Radunz
21.07.17 20h00 » Edoardo Sanguineti
19.07.17 20h00 » Odysséas Elýtis
17.07.17 20h00 » Juju Campbell Penna
15.07.17 20h00 » Gyorgy Somlyó
13.07.17 20h00 » Svetlana Makarovic

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet