POESIA

Márcia Theóphilo

Os coqueiros

O rosto daquela mulher
impressionou-me muito
 
éramos cinco
um morreu pelo caminho
e os outros
será que estão vivos?:
 
—olha o puxa-puxa criançada  olha o puxa-puxa!—
 
outro dia viajei
por terras desconhecidas
nos contornos das praias
os coqueiros
 
—água de coco gela água de coco gelada!—
 
as porções de açúcar estão crescendo
o fôlego
estou perdendo fôlego
 
está havendo aumento de terra
não existe mais água.


Márcia Theóphilo, ´poeta brasileira


Voltar  

Confira também nesta seção:
20.05.18 17h41 » Itamar Assumpção
18.05.18 17h34 » Dick Marques
16.05.18 18h00 » Haydar Ergulen
14.05.18 18h00 » Reiner Kunze
12.05.18 18h00 » Maria Balé
10.05.18 18h00 » Rui Knopfli
08.05.18 18h00 » Moisés Carlos Amorim
06.05.18 18h00 » Claudio Daniel
04.05.18 18h00 » Janete Manacá
02.05.18 18h00 » Caê Guimarães
30.04.18 18h00 » Mário Cesariny
28.04.18 18h00 » Gonzalo Rojas
26.04.18 18h00 » Myriam Fraga
24.04.18 17h56 » Mariana Botelho
22.04.18 18h00 » João Ricardo Scortecci de Paula
20.04.18 17h20 » Kabir
18.04.18 18h40 » Kobayashi Issa
16.04.18 18h30 » Giorgio Caproni
14.04.18 18h00 » Natalino Ferreira Mendes
12.04.18 17h00 » Alan Lidugero

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet