POESIA

Juju Campbell Penna

Concerto

São dois pianos
Que se respondem em igual cadência
Recheiam o sábado do chão abjeto
Sem apalermada animação
No esquecimento da sola rima
Feijão com pão, pão com feijão
Pousam as notas feltro veludo
No verde musgo
Na perfeição
Os dois pianos se dialogam no som das notas
de Porcelana, fogos e rosas, sidéreos ecos
Velhas canções, linhas e rimas
Os dois pianos se dialogam, antes do
monólogo diapasão

*Reproduzido de http://www.antoniomiranda.com.br/

Juju Campbell Penna, poetisa do Brasil


Voltar  

Confira também nesta seção:
18.10.17 19h00 » Jorge Tufic
16.10.17 18h23 » Carlito Azevedo
14.10.17 19h00 » Ana Paula Tavares
12.10.17 19h00 » Fabio Weintraub
10.10.17 19h00 » Ivan Vazov
08.10.17 19h30 » Erre Amaral
06.10.17 19h00 » Thaís Guiimarães
04.10.17 20h00 » Lidia Jorge
02.10.17 22h00 » Luís Veiga Leitão
29.09.17 18h00 » Augusta Faro
27.09.17 17h30 » Maria Rezende
25.09.17 17h30 » Carlos Ayres Britto
23.09.17 17h30 » André Di Bernardi
21.09.17 17h30 » John Mateer
19.09.17 18h00 » Henri Meschonnic
17.09.17 17h30 » Ida Vitale
15.09.17 18h11 » Matheus Guménin Barreto
13.09.17 18h22 » Homero Aridjis
11.09.17 18h50 » J. B. Sayeg
09.09.17 18h50 » Paulo Lins

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet