Barça

BARÇA... BARÇA  capital da Catalunha, onde se pega o boi pela unha,  el mejor futebol del mundo.
Chegamos a Barcelona, tipo 5 horas da tarde, depois de mais de oito horas de ônibus. Cansados... Cansados e, pra encerrar o martírio: uma city tour. Merda!!!!! Ainda vamos escrever um texto sobre sobre esse turismo para Europa vendido para o Brasil, Mexico e demais países da America Latina. Tem pano pra manga e sugestões massa. Mas a crítica é pro final.  

 Primeira parada da city tour: a Igreja da Sagrada Família, obra inacabada de Gaudí. A previsão é que sua construção terminar daqui a 100 ou 150 anos. Detalhe: Gaudí não deixou um projeto. Morreu em 1926. Era um artista muitíssimo dado ao improviso e a tarefa dos arquitetos que vem dando continuidade à igreja é ninho de controvérsias. Esquisita. Uma mistureba desarticulada de estilos tentando compor o projeto original. Fotografamos uma igreja com banner do Papa, árvore de natal e... sei lá... frutas...).  

O tempo que ficamos diante dela não foi o suficiente para obter um enquadramento desejado e a nossa ‘maquininha’, coitada.
De ônibus ainda passamos pelo famoso edifício que Gaudí projetou, onde as colunas parecem com ossos. Pelo pouco tempo para curtir este prodígio de cidade e pela expectativa que tínhamos...Frustação total. Ou parcial. As opiniões sobre essa obra de Gaudí são as mais diversas possível. Desconfio que esse bravo artista catalão está entre aqueles que tende a ser mais compreendido no futuro.





E, numa cidade como Barcelona, ir pra cama às 10 da noite, por conta de uma saida no outro dia às 6 da madrigada, é barra. Chegamos a ligar para um conhecido, cuiabano, o Márcio Fidélis, amigo de Fernando Baracat. E Baracat estava em Barcelona. Nos chamaram pra sair, mas acabamos mesmo desabando na cama. Nossos sonhos catalães evaporaram. De Barcelona seguimos para Zaragoza que já foi descrita aqui. Eis que chega Madri...
Legenda genérica: Obra 

Fátima trepada no muro

Lorenzo e a Igreja de Gaudí


Voltar  

Confira também nesta seção:
21.01.22 18h03 » Faz escuro, mas eu canto
17.01.22 20h11 » Testemunha tranquila*
17.01.22 20h11 » Com Pedro Casaldáliga
14.01.22 00h10 » Escolhendo a profissão*
10.01.22 20h00 » Nunca mais
10.01.22 20h00 » O avesso da pele*
10.01.22 20h00 » O peso da mão!
28.12.21 20h20 » Frases e versos*
28.12.21 20h19 » Crônica de ano novo*
21.12.21 18h19 » Mente ou Pedra
21.12.21 18h10 » Supercerrado*
16.12.21 19h00 » A folia sempre alcança
13.12.21 17h34 » Quando mordi minha língua*
13.12.21 17h34 » O castelo de Kafka*
06.12.21 19h00 » "Dordóio"
06.12.21 19h00 » A mulher automática*
29.11.21 20h00 » Contos dos bosques de Curitiba*
29.11.21 20h00 » De um livro a outro: corte e costura
22.11.21 18h36 » Entrevistas sobre uma obra prima
22.11.21 18h36 » Filósofo francês revolucionário

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet