E se não tivesse amor

O amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas. Aprendi essa trovinha simples na adolescência e, com o passar dos anos, li e ouvi dizer muitas coisas mais sobre o amor. Meu aprendizado ensinou-me que ser ou não ser trouxa não é coisa racional. Tem a ver com o coração. Bom, o coração é algo mais que uma palavra. É o órgão vital para as mais surpreendentes metáforas. Surpresas da nossa passagem por este mundo. Dá-lhe amor!

Mauro e Kátia e seu Véu de Noiva 
 “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e se não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e se não tivesse amor, nada seria...”

Caiu como um luva o trecho bíblico acima proclamado numa cerimônia de casamento que teve como o cenário os penhascos da Chapada dos Guimarães, efeitos especiais da luz do por do sol, a entrada (não programada!) de uma tênue névoa, e tudo isso temperado pela emoção dos familiares e amigos. A hora H de Maurinho Pando e Katia Follmann.

Sem cerimônia
Morro dos Ventos (não uivantes) foi o local onde a união se fez verdade. Umas cem pessoas mais ou menos. Gente do Paraná (turma da noiva) e gente de Dracena (turma do noivo). Exceções, claro. Sabe o residencial Vila Verde, aquele próximo do viaduto da Fernando Correa? Tinha uma galera de lá, reduto familiar do noivo, desde quando mudou pra Cuiabá. Antigamente, dizia-se que ali era o Pico do Amor. Olha o amor novamente no pedaço...

Na lente do Tasso... 
Casamento precisa de amor, glamur, emoção. E outras cositas complementares. Agora, se tudo transcorrer com simplicidade, fica melhor ainda. Tem que ter todo aquele ritual.  O atraso da noiva, os padrinhos, crianças vestidas que nem gente grande, comes e bebes. Fotos... Trocentas milhões de fotos. Ah... uma boa música  deixa a cerimônia soberba.

Quando cheguei ao Morro dos Ventos vi o Renan, jovem violinista que estuda em Goiânia, mas começou na Orquestra de MT. Ele integra uma companhia que sonoriza casamentos e o cara é bom. Logo depois vi andando por lá o Danilo Barero (Mandala), guitarrista virtuoso. “Teremos música de primeira”, vibrei. Nessa altura eu já ouvia um jazz maneiro.

Mucho loco

Encontro de vozes

Pop romântico nacional e internacional, a marcha nupcial (Mendelssohn, com direito a clarins), um DJ mandando bala e todo o suingue da banda Mandala, botando pra quebrar com Tim Maia, Jorge Ben, Ed Mota etc. No finalzinho rolou até um som mecânico com sertanejo universitário. Ecletismo é isso aí. Não dava pra ficar parado.

Cantando a noiva
Quando pensei num resumo daquilo que havia acabado de vivenciar, me vieram à cabeça as imagens do Maurinho, noivo com experiência em bandas e palcos, cantando um dos sucessos do The Doors, abraçado com sua mãe e a sogra. Olha gente, se o que rolou não foi uma cerimônia digníssima e representativa de um casamento a cara do Século XXI, não está mais aqui quem escreveu.

Boa sorte e uma performance amorosa implacável, como as placas tectônicas da velha Chapada.

Maurinho e Katia agora fora do Paredão


Voltar  

Confira também nesta seção:
09.08.22 14h40 » Seleção de frases
09.08.22 14h40 » O Capote*
06.08.22 15h44 » Ser ou não pobre*
02.08.22 21h00 » Criação literária*
02.08.22 21h00 » Alma*
28.07.22 09h11 » De cabeça pra baixo
26.07.22 21h22 » Uma pedra caiu no lago*
26.07.22 21h22 » A matança dos pretendentes*
18.07.22 18h00 » A messalina gaga*
18.07.22 18h00 » Adriana*
14.07.22 19h30 » Troco no Bar Moderno*
11.07.22 19h15 » “É doce morrer no mar”
05.07.22 17h08 » Yan Andréa Steiner*
05.07.22 17h04 » O coração de Alzira
27.06.22 20h27 » O retrato de Dorian Gray
27.06.22 20h23 » Doce recusa do olhar*
20.06.22 15h57 » O torresmo no contexto literário
20.06.22 15h57 » Procura-se um leitor
18.06.22 16h16 » O susto do meu pai*
18.06.22 09h58 » Chega de Saudade

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet