Sexta, 05 de março de 2021, 21h00
CONCURSO DIXTOPIA
Mais de 300 trabalhos inscritos

Redação*

dixtopia miolo

Fotomontagem reunindo recortes das seis obras vencedoras na categoria artes visuais

Um projeto do portal Cidadão Cultura, o concurso de literatura e artes visuais Dixtopia já tem seus vencedores. Foram mais de 300 inscrições, mas apenas os 12 melhores trabalhos foram premiados com o valor de R$ 1 mil, além é claro, de serem divulgados em revista digital e impressa.

O exercício criativo de imaginar futuros distópicos provocou muitos artistas e escritores de Mato Grosso a soltarem sua criatividade. Editor da revista do projeto aprovado por edital estadual da Lei Aldir Blanc, Eduardo Ferreira celebrou a qualidade dos projetos e só lamentou pelo concurso não poder contemplar mais artistas. “Dói na carne cortar tantos trabalhos em condições de serem premiados. Os pareceristas sofreram muito com essa tarefa”.

Segundo Eduardo, “cenários futuros inesperados surgiram de mãos e mentes hábeis e esperamos que possam contribuir para a reflexão sobre o tempo presente e os espectros funestos que se avizinham”.

Agora, ele sonha com a continuidade do concurso. “Em um futuro próximo, quem sabe um futuro melhor, e que ele se torne, quem sabe, ‘um DIZ UTOPIA’”.

Mas de qualquer forma, viu-se que em meio ao cenário atual, totalmente árido, a arte é um refúgio. O resultado do exercício de pensar o futuro tomando como base o presente em breve será conhecido, com o lançamento da revista, previsto para abril.

Confira a lista de selecionados:

PRÊMIO LITERATURA:

Hell City 2050 – Tayná Meirelles  
Os cemitérios não se farão na diferença – Vinícius Dallagnol Reis
Qualquer coisa combina com água e esperança – Ângela Coradini 
Chá de revelação – Tiago Strassburger
As insalubres aventuras de Pereba e Lombriga – Thiago Costa Costa
A arte de Hefesto – Odair de Morais

ARTES VISUAIS:

Nem tudo está perdido – Silvano Júnior  
WA0046 – Katiana Pereira
Cuiabágua – Fábio Poquiviqui  
O paradoxo ambiental – Francimeire Fernandes Ferreira
Ilustração dixtopia – Arthur de Oliveira Adriano 
Tristes trópicos pantaneiros – Patrícia Wolff Sampaio 

Dixtopia

O projeto de concurso conta com a somatória de esforços de Marianna Marimon (diretora artística); Leonardo Roberto (produtor executivo); Eduardo Ferreira (editor da revista); Carol Marimon (produção); João Fincatto (diagramação); Alessandra Marimon (revisão) e Lidiane Barros (assessoria de imprensa).

Dixtopia é realizado com recursos do edital da Lei Aldir Blanc – viabilizado pelo Governo de Mato Grosso via Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer, em parceria com o Governo Federal, via Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo. (*com assessoria)

 

 

 

 

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/