Sábado, 27 de novembro de 2021, 11h55
'SEXTA-FEIRA'
Música inspira união entre mulheres

Maria Clara Cabral*

aranyn

 

Viver uma desilusão amorosa nunca é fácil para corações apaixonados. Mas uma nova geração de mulheres vem buscando encarar suas “bads” com leveza, transformando dores em potência, aprendizado, desapego e desconstrução. O certo é que a tão naturalizada rivalidade feminina já não pauta mais suas relações. 

É essa a narrativa que a cantora, compositora e atriz Aranyn Campos constrói com ‘Sexta-feira’, seu primeiro trabalho autoral na música, lançado na sexta (26), nas principais plataformas digitais (Spotify, Deezer, Apple Music e Tidal). Uma mistura de pop e MPB, com swing marcante, o single também ganha videoclipe, disponível no Youtube (https://youtube.com/c/AranynC) . 

A canção ecoa como desabafo sobre um relacionamento em que faltou honestidade. “E qual não foi a minha surpresa ao descobrir que outras tantas mulheres que me rodeiam passaram por situações muito parecidas?”, relata Aranyn: ela e mais seis! 

Violões, pianos acústicos, congas, shakers, mesclados a loopins e beats “colorem” o tema, de acordo com a artista: “arranjos, harmonia e melodia foram pensados para trazer certo frescor a uma história triste, dando à música uma pegada dançante”, explica. A produção musical é de Jeff Fing3rs, coprodução de Amos Oliveira e mixagem/masterização de Juliano Valle. 

Com o novo trabalho, a artista mato-grossense, natural de Cuiabá (MT), que hoje vive em São Paulo (SP), começa a percorrer um caminho que vem sendo traçado pelas contemporâneas da música brasileira. Artistas que fazem de suas composições e identidades sonoras instrumentos de expressão daquilo que desejam ou já não aceitam mais. 

Videoclipe 

O clipe de ‘Sexta-feira’ é dirigido pela própria Aranyn, com co-direção da cineasta também cuiabana Carol Morgan. Protagonista de sua própria história, Aranyn também dá uma amostra de seu talento como atriz. 

A artista ainda destaca, além da co-diretora, a participação da também atriz e mato-grossense Jheniffer Emerick. 

“Tanto a Jheniffer quanto a Carol são artistas que, como eu, saíram de Cuiabá em busca de profissionalização. A Carol hoje mora em Florianópolis, onde se formou em Cinema pela UFSC, e a Jheniffer mora no Rio de Janeiro, onde também estudou teatro. Da maneira que foi possível, tive a felicidade de trabalhar com mulheres com caminhos similares ao meu, e estamos todas construindo nossos sonhos”, destaca Aranyn.

O enredo do clipe ilustra a relação de sete mulheres cujas histórias se conectam através de um mesmo caso amoroso e se fortalecem diante da situação, que é contornada de maneira descontraída. Flores e um planner são elementos que ajudam a construir a narrativa do vídeo que aposta em efeitos de edição e paleta de cores em tons pastéis. 

Para a artista, a experiência traduzida na canção expressa reflexões compartilhadas com as demais mulheres sobre o alívio de sair desse tipo de relação. “Por mais que haja sofrimento, insegurança e às vezes até o medo da solidão, reconhecer que merecemos mais e colocar um ponto final nos fez entender sobre o poder que só a gente tem sobre nós mesmas e nossos relacionamentos”, constata Aranyn. 

“Podemos escolher com quem queremos nos relacionar, e não apenas esperar que sejamos escolhidas. E isso vale para quando o relacionamento não está mais funcionando também”, complementa.

Origem e influências femininas

‘Sexta-feira’ é carregada de referências femininas ainda anteriores às que exploram o novo pop alternativo no Brasil. Na produção que equilibra a doçura da voz com o experimentalismo das sonoridades, Aranyn se inspira em mulheres que marcaram seu  nome na música brasileira, como Marisa Monte e a conterrânea Vanessa da Mata. 

“Eu amo o timbre vocal e a sensação de tranquilidade que me dá quando as ouço. Transmitem serem mulheres fortes mesmo com um tom de voz suave. Gosto dessa brincadeira de parecer calma, frágil cantando e ao mesmo tempo ser um mulherão”, explica.

Sobretudo no audiovisual, ela também cita como influência a atitude empoderada das “divas pop”, como Beyoncé, Rihanna e, mais recentemente, Dua Lipa. “São artistas que eu gosto e acompanho a carreira. Com elas aprendo sobre o que fizeram nesse caminho tem dado tão certo”, relata.

Aranyn vive em São Paulo, onde a canção e o clipe foram gravados, desde os seus 18 anos. Confiante de sua vocação, a cuiabana decidiu sair de casa para buscar as oportunidades que, à época, lhe faltaram para se profissionalizar nas artes em Mato Grosso. Na “selva de pedras”, ela estudou Teatro, Canto, Atuação para TV e Cinema e Teatro Musical.


 

aranyn

 

“Me mudei de um lugar em que em cada esquina encontramos um conhecido para outro onde eu literalmente não conhecia ninguém. Me joguei nessa cidade grande e acredito que esse foi um movimento muito importante para entender quem sou”, relata. “São Paulo é uma cidade cheia de informações, referências, opções. Estou sempre em busca do que faz sentido pra mim e vou juntando um pouquinho de cada experiência”.

Aranyn também relata afeto e identificação com a arte feita em Cuiabá, cidade que também tem como grande inspiração. Em projeto viabilizado pela Lei Aldir Blanc em São Paulo, ‘SOLAR’, ela declama e performa sua origem na terra do sol e água doce.

“Sempre que retorno me surpreendo com uma arte que floresce cada vez mais. Me identifico com a energia e riqueza de histórias e projetos locais. Tenho uma vontade muito grande de acompanhar mais de perto essa cena e me conectar com outros artistas da minha terra. Acredito muito nessa troca valiosa e inspiradora”.

Trabalhos anteriores

Nos últimos três anos, Aranyn aprofundou seus estudos em canto e vem construindo sua identidade artística na música. Nesse processo, a escrita é para ela uma forma de esvaziar a mente e transmitir sua mensagem. “A música autoral é uma oportunidade de passar aquilo que a gente acredita, vive e sonha. É um convite pras pessoas conhecerem um pouco do meu universo”, diz.

Durante o período de isolamento social da pandemia, a artista produziu diversos projetos em seu canal de Youtube, dentre eles o ‘Aranyn Sessions’, interpretando canções de Djavan e Dua Lipa, além de um clássico do blues feminino. Uma live de aniversário realizada junto à ONG Gerando Falcões, em formato de show ao vivo, alcançou a marca de mil visualizações, arrecadando cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade. 

Aranyn é idealizadora e autora do vídeo-poesia ‘SOLAR’, contemplado em edital da Lei Aldir Blanc 2020. Como atriz, integrou o elenco das séries ‘3%’ e ‘De volta aos 15’, da Netflix, e ‘Aruanas’, da Globoplay, além de diversas campanhas publicitárias para as marcas Intimus, Leroy Merlin, Avon e Banco do Brasil. (*da assessoria) 

SERVIÇO 

O QUE: lançamento de ‘Sexta-feira’,
QUANDO: a partir de sexta-feira (26/11)
DESCRIÇÃO: videoclipe e single
VIDEOCLIPE: disponível no Canal do Youtube (https://youtube.com/c/AranynC)
SINGLE: disponível nas principais plataformas (Spotify, Deezer, Apple Music e Tidal)
Instagram:  https://www.instagram.com/a.r.a.n.y.n/ 

 

 

Ficha Técnica - Single

Compositora e artista: Aranyn 
Produção Musical: Jeff Fing3rs 
Coprodução musical: Amós Oliveira 
Mix e Master: Juliano Valle 

Ficha Técnica - Videoclipe

Direção: Aranyn
Co-direção: Carol Morgan 
Diretor de Fotografia: Itamar Bethancourt
Direção de Arte: Mariana Fernanda
Diretor de Produção: Gustavo Brandão
Assistente de maquinista: Douglas Ferreira
Fotógrafo: Bruno Hirata

Making of

Fotógrafo still: Lucas Mello
Making off: Ingrid Sales

Styling: Jackeline Coppa
Assistente de Styling: Michelle Morilhas
Maquiadora: Beauty Laisa
Assistente de beleza: Natália Lima

Produção de Elenco: Sávio Gabriel
Preparadora de Elenco: Angélica Pietro
Elenco: Beatriz Pessoa, Graciele Vieira, Jéssica Matsuda, Jhenifer Emerick, Larissa Carmo e Mari Rocha.

Produção e Gestão Artística: Thalita Coppa
Produção Executiva: Bruna Lemela
Testes de COVID - Clínica LDM São Luiz

PARCEIROS

Imedi
St. Paragon

APOIO

BCR (Brasil Camera Rental)
Studio Imaginar
Casa do produtor
Noyze
1triz
a.vi.faz
Fórmula Certa


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/