Sexta, 03 de dezembro de 2021, 17h07
PARADA LGBTQIA+
Concentração na Praça Ipiranga, às 16h

Redação*

lgbt miolo

 

Neste sábado (04), a partir das 16h, dentro da Parada do Orgulho LGBTQIA+, será lançado o Festival Vambora, promovido pela Associação Movimento Vambora, nascida, construída e fortalecida a partir de todos os movimentos. Com concentração na Praça Ipiranga e destino à Praça das Bandeiras, onde acontece o ato show cultural e político, a Parada contará com mais de 20 apresentações artísticas.

A associação é resultado da junção do movimento de artes cênicas, movimento das mulheres, movimento negro, bem como o LGBTQIA+, em defesa e construção de projetos, unindo os diversos segmentos das artes.  A partir de janeiro, acontecem diversas capacitações para esse público também.

“Considerando que o princípio da arte é agregar e não segregar, o objetivo do movimento é não só fazer o fortalecimento da classe artística, mas também criar novos públicos, que aceitem e respeitem todas essas linguagens, que são linguagens de inclusão", declara a produtora cultural, Silvana Cordova.

O Festival Vambora é um projeto feito por meio de uma Emenda Parlamentar do Deputado Estadual, Allan Kardec, patrocinado pela Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), e tem o objetivo de fortalecer a classe artística local, oferecendo capacitações que possam gerar ações continuadas, promovendo ações culturais, e não ser apenas um evento de apresentações.

De acordo com Clóvis Arantes, fundador da Parada da Diversidade Sexual em Cuiabá, e agora da Parada da Diversidade Sexual de Mato Grosso, chegou-se à maior idade com a primeira de muitas parcerias que tem com principal objetivo inserir a população LGBTQIA+ nas atividades culturais. “Esta parceria entre os eventos, está sendo fundamental na construção e garantia do sucesso da Parada. Para nós, do movimento, a junção é uma felicidade imensa, pois estávamos com todas as dificuldades do mundo pra conseguir apoio financeiro. Ele agregará um peso à Parada, com os mais diferentes artistas, não sendo apenas a Drag Queen ou a pessoa gay. Vamos expandir com danças e apresentações das mais diversas", destaca.

O lançamento é apenas o primeiro passo de um projeto que chega para mostrar de onde o Movimento Vambora surge. Como continuidade, a partir de janeiro, acontecem capacitações para empreendedores da música, comunidade LGBTQIA+ e toda a classe artística, auxiliando-os na questão das redes sociais e de como criar portifólio. Além disso, temos as apresentações artísticas e a Mostra de Cururu, que é um movimento da cultura popular.

"É importante frisar que, pela primeira vez, os artistas que estarão se apresentando na Parada receberão um cachê. Pois, comumente, eles se apresentam de forma gratuita em prol da causa. Então, estaremos reconhecendo, por exemplo, que a Drag Queen, em todo seu trabalho de construção artística, de estudo de personagem, deve ser inserida no movimento e no cenário artístico, já que o objetivo é incluir", finaliza Silvana. (*com assessoria)

lgbt

 

lgbt

 

 

SERVIÇO

O QUE: Lançamento do Festival Vambora, dentro da Parada do Orgulho LGBTQIA+
QUANDO: Sábado (04), às 16h
ONDE: Concentração na Praça Ipiranga

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/