Segunda, 13 de dezembro de 2021, 15h19
LIVROS/LANÇAMENTO
O legado de Marília Beatriz

Redação*

pedro duarte

marilia

Marília Beatriz de Figueiredo Leite (1941-2020) nasceu no Rio de Janeiro, mas podemos dizer que virou cuiabana. Foi poeta, dramaturga, crítica literária e professora fundadora da UFMT. Ocupou a cadeira nº 2 da Academia Mato-grossense de Letras, assumindo a presidência no biênio 2015-2017

No próximo dia 15 de dezembro, o 26º Salão Jovem Arte MT estará fazendo uma homenagem a Marília Beatriz de Figueiredo Leite, escritora, poeta e animadora cultural, a partir das 19 horas, no Sesc Arsenal. Na programação, o Centro Audiovisual CALM exibirá o filme/documentário “Cuiabá-Marília Beira-Mar”, dirigido por Luiz Marchetti. E a Entrelinhas Editora estará lançando a trilogia de Marília Beatriz, composta por dois livros inéditos ("Tremor essencial" e "Lugar do desejo") – que estavam em processo final de edição quando a autora faleceu por complicações decorrentes da Covid 19, logo nos primeiros meses da pandemia, em julho de 2020 – e o livro que Marília Beatriz e Caio Augusto Ribeiro escreveram juntos, recentemente lançado com apoio da CALM, de Luiz Marchetti: Loucos e sábios: o livro dos diamantes. Os três livros tiveram a capa e detalhes do interior ilustrados com obras criadas por Marília Beatriz com técnica mista de desenho e colagem.

O poeta e amigo Ivens Cuiabano Scaff apresenta o livro “Tremor essencial”: “É a partir de um diagnóstico médico que Marília Beatriz escolhe o título deste livro. Tremor essencial é aquele tremor que mesmo após uma exaustiva investigação diagnóstica não se detecta a causa. Esse tremor que “Nada tem de casual / o incômodo tremor” cuja “situação visual é tão constrangedora / Que há guardanapos feito esconderijos” adquire outros significados que “A impressão que fica / É que a mão balança para alcançar / O inadmissível voo”. Enquanto “dia ia dia vinha”, Marília advogada, diretora de teatro, autora, agitadora cultural, amada amante, amorosa, amiga (e que amiga), acadêmica da Academia Mato-grossense de Letras, a menos acadêmica e contraditoriamente a essência da AML de hoje, treme-luz neste livro essencial.”

marilia

 

A escritora Marli Walker, que apresenta “Lugar do desejo” de Marília Beatriz, registra: “ultrapassa em muito a indagação do título de seu novo livro. Ela enfileira uma série de perguntas provocativas, encadeadas nos poemas, que conduzem o leitor para o cerne de uma questão filosófica e psicanalítica, cuja resposta permeia o mundo da linguagem, o mundo simbólico e, por conseguinte, de todo e qualquer ser humano. Vejamos algumas indagações que a voz poética lança aos olhos e sentidos do leitor: ‘Que lugar é este? Que espaço é a falta? Que vontade esfumada é essa? Qual o lugar do desejo sem lugar? O que é isso? De que desejo se trata? Qual a precisão da busca? Qual o local desse objeto? Qual o lugar? O que será da manhã/ Se hoje houve renúncia/ Do desejo? E o desejo vaga sem lugar?’

A poeta Lucinda Persona, que acompanhou a edição dos dois livros de Marília, assegura que Lugar do desejo “surge de um tempo germinal dos mais fecundos no protocolo poético de Marília Beatriz. Os poemas, ao ritmo das asas do desejo, decorrem plenos de poderosas incitações. No campo de batalha da palavra, o que se anseia é uma realidade secreta e instável, realizando-se aqui com a sensualidade dos signos e alcançando esplêndidas imagens, conferindo à escritora um posto distinto na lírica de todos os tempos.”

E sobre a multiartista Marília Beatriz, Ruth Albernaz destaca que “debruçar-se sobre a multiplicidade da obra de Marília Beatriz nos faz reconhecer de imediato seu espírito vanguardista – pertence a uma estirpe artística de deslimites – reivindica sempre a liberdade polifônica das culturas e das expressões humanas. Sua prática artística, cheia de vertentes, nos aponta muitas interpretações, da dramaturgia, poesia, crônica, conto, performance, composições musicais às artes plásticas. Nos oferta uma sinergia de sentidos e narrativas que enriquece o imaginário para a construção de nós mesmos”. 

marilia

 

A editora dos livros, Maria Teresa Carrión Carracedo, da Entrelinhas, lamenta profundamente estar lançando estes livros sem a presença física da autora. “Marília saiu de cena silenciosamente. Os amigos se surpreenderam com a sua prematura viagem e não tiveram a oportunidade de se despedir, em razão das restrições decorrentes da pandemia de 2020. Perdemos a energia e vitalidade de uma mulher incansável, irreverente e à frente do seu tempo. Intelectual de fato, trazia consigo bom humor e disposição incomparáveis para a melhor interlocução que se poderia encontrar. Era simples, carinhosa e amável. Estava sempre incentivando e apontando caminhos aos jovens poetas, escritores e artistas – nas letras, artes plásticas e na dramaturgia. Compartilhou a sua riqueza existencial, o seu conhecimento e olhar crítico, sem restrições. Abraçou a palavra, a arte, o teatro, a literatura, o incentivo à leitura, às bibliotecas e ao conhecimento. Recebemos como importante legado a sua obra, trajetória e vivências.”

SOBRE A AUTORA

Marília Beatriz de Figueiredo Leite (Rio de Janeiro, 3 de setembro de 1941 – Cuiabá, 3 de julho de 2020). Poeta, ocupou a cadeira nº 2 da Academia Mato-grossense de Letras, assumindo a presidência no biênio 2015-2017. Dramaturga, crítica literária e professora fundadora da Universidade Federal de Mato Grosso. Bacharelou-se em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e em História da Arte pela Fundação Armando Alvares Penteado. Titulou-se mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Marília sempre mostrou-se muito ligada às áreas de Comunicação e Arte, foi Chefe do Departamento de Artes, Coordenadora de Cultura e primeira Pró-reitora de Cultura da instituição. Em dezembro de 2019 recebeu da universidade uma grande homenagem por toda a sua contribuição à cultura mato-grossense no lançamento do programa “A importância da cultura nos 50 anos da UFMT”. Publicou: O mágico e o olho que vê (EdUFMT, 1982); De(sign)ação: arquigrafia do prazer (Annablume, 1993); Viver de véspera [2018], Agudas ou crônicas? [2019] e Corte de vinho [2019] (Carlini & Caniato); Tremor essencial [2020] e Lugar do desejo: confesso? [2020] (Entrelinhas). (*com assessoria)

marilia

 

 

SERVIÇO

O QUE: Lançamento dos livros "Tremor essencial", "Lugar do desejo", de Marília Beatriz e "Loucos e sábios: o livro dos diamantes", de Caio Augusto Ribeiro e Marília Beatriz, pela Entrelinhas Editora
ONDE: no Sesc Arsenal
QUANDO: dia 15 de dezembro (quarta-feira), as 19 horas
VALOR DO INVESTIMENTO: no lançamento, R$ 50 cada livro; após o lançamento: R$ 58,90

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/