Segunda, 23 de maio de 2022, 17h28
SELEÇÃO DE FRASES
Grande dramaturgo clássico da França*

Jean Racine

A minha única esperança está no meu desespero.

Entrego-me cegamente ao impulso que me arrasta.

O vício, tal como a virtude, cresce em passos pequenos.

Quão facilmente o amor acredita em tudo o que deseja!

Os mais infelizes são os que menos ousam chorar.

A dor que se cala é de todas a mais funesta.

Malograria a minha vingança tornando-a tão rápida.

Temo os vossos silêncios, não as vossas injúrias.

A fé que não age será uma fé sincera.

Sem dinheiro, a honra é uma doença.

Beijo o meu rival, mas é para o sufocar.

O covarde teme a morte, e isso é tudo o que teme.

É preciso julgar-se amado para julgar-se infiel.

Quanto mais gosto de quem ofende, mais sinto a ofensa.

Temê-lo-ei em breve, quando ele já não me temer.

Não há segredos que o tempo não revele.

Quem deseja ir longe poupa a montada.


*Frases selecionadas a partir de vários sites

racine miolo

O francês Jean Baptiste Racine (1639 - 1699) foi dramaturgo, poeta, tradutor, autor, libretista, historiador e escritor. É considerado, juntamente com Pierre Corneille, como um dos maiores dramaturgos clássicos da França. De espírito ousado e frequentemente mordaz, Racine teve uma ascensão rápida e uma carreira brilhante. Entre seus textos considerados obras primas estão "Britânico" (1669), "Berenice" (1670), "Bazet" (1672), "Mitrídates" (1673), "Ifigênia em Áulida" (1674) e "Fedra" (1677). Com informações da Wikipédia

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/