Segunda, 20 de junho de 2022, 15h58
VERSO
Michaela Schmaedel


Solidão*

 

A semente selvagem
é o denominador comum
das ilusões que vagam
nas grandes cidades.

Entre arranha-céus
uma gaivota gira
fantasmagórica
na noite de verão.

Olhar para cima
é o que se faz
enquanto nos arrancam
o coração.


*Poema reproduzido do site https://revistagueto.com/

 

divulgação

schmaedel

Michaela v. Schmaedel é jornalista de cultura e poeta. Nasceu e mora em São Paulo (SP). Atua como editora e jornalista, escrevendo resenhas sobre literatura para jornais e revistas, entre outras funções afins. Já publicou os livros de poesia "Coração Cansado" (Penalux, 2020), "Quênia - poemas de viagem" (Cas´a edições, 2021) e está na antologia "As mulheres poetas na literatura brasileira" (Arribaçã, 2021). Suas ideias para versejar vêm das coisas do dia a dia, do que ela vê, das músicas que ouve, dos filmes que assiste e daquilo que lê



 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://www.tyrannusmelancholicus.com.br/