PATRIMÔNIO

Em Brasília, a salvaguarda dos bens culturais



As manifestações da cultura popular mato-grossense estão representadas em Brasília

Mestres do Cururu e Siriri de Mato Grosso estão em Brasília onde participam da II Reunião de Avaliação da Salvaguarda de Bens Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil, que acontece até sábado. O encontro reúne aproximadamente 200 representantes de bens culturais do país.

A viola de cocho, instrumento característico dessas manifestações em Mato Grosso, vale lembrar, está registrada como um bem imaterial desde janeiro de 2005 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Na comitiva que representará Mato Grosso está a coordenadora do Pontão da Viola de Cocho, Terezinha Quilombola, a superintendente do Iphan, Marina Lacerda, o antropólogo Stênio Soares, o fabricador de viola de cocho de Nobres, Valdomiro da Silva, o mestre cururueiro Lourenço Mendes, de Cáceres, Zelma Assunção do grupo de siriri Guató e Vilmara Vidica, do grupo São Gonçalo Beira Rio.

“Esse encontro reunirá todos os demais pontos de cultura do Brasil e estaremos apresentando relatório sobre o que temos feito, juntamente com o Governo do Estado e Iphan, para preservar a tradição mato-grossense do cururu e siriri. Será mais uma oportunidade de mostrar nossas raízes para os demais segmentos culturais do nosso país”, afirma Terezinha Quilombola. (com assessoria)

Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet