EXPOSIÇÃO

As imagens instantâneas de um cineasta



Andrei Tarkóvski Jr., curador da mostra e filho do cineasta, quando pequeno

O site noticiou na edição anterior a bronca do curador do Masp e a respostada que o gestor do Ibram sapecou. Coisas do passado. Claro... pois será que existe museu sem essa de passado? Em todo caso, vamos lá: torcemos para que tudo termine em paz e amor, ou pelo menos sem mortos e feridos.

E voltemos ao Masp pra outro papo. Até 25 de novembro fica em cartaz a exposição "Luz Instantânea - Polaroides de Andrei Tarkóvski", que traz uma série de 80 imagens originais da coleção de fotografias em polaroide feitas pelo cineasta russo. Os flagrantes são de épocas em que ele viveu na terra natal e também na Itália.

Esta é a primeira vez que a mostra sai da Europa e a curadoria é do próprio filho do cineasta, que tem o mesmo nome do pai. Tarkóvski Jr. lembra que seu pai achava que um artista deveria ter dedicação exclusiva à sua área, no caso dele, o cinema. Mas, o cineasta não resistiu quando viajou para a Itália certa vez e ganhou uma câmera polaroide, que lhe propiciava a oportunidade de registrar e conferir imediatamente após as imagens.

Andrei Tarkóvski (1932-1984) ganhou o Leão de Ouro no Festival de Veneza com o filme "A infância de Ivan" (1962). Outros filmes que dirigiu e ficaram famosos foram "Solaris" (1972), "Nostalgia" (1983) e "O Sacrifício" (1986).


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet