VERSO

María Ángeles Pérez López

Tremor dos andaimes interiores*


Desarrolhada a luz
como uma flor de ventre aquecido,
onde o sopro de ar ao final
de si mesmo, abotoado em si mesmo
por cada hora?

Calcinação e o pranto lento do desastre.

Oh primor das formas, e o reverso
é uma ambígua ferida…!

 

*Poema reproduzido do site https://revistaacrobata.com.br/ , com tradução de Floriano Martins


 

maria angeles

María Ángeles Pérez López nasceu em Valladolid (Espanha). Ganhadora de várias premiações, é poeta e professora da Universidade de Salamanca. Já publicou inúmeros livros e está presente em diversas antologias. Seus versos estão em obras editadas em países como Venezuela, México, Equador, EUA, Colômbia, Peru, Itália e Portugal. Ela é membro correspondente da Academia Norte-Americana de Língua Espanhola

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
09.08.22 14h40 » Wilson Alves-Bezerra
02.08.22 21h00 » Marcos Fabrício Lopes da Silva
26.07.22 18h00 » A. M. Pires Cabral
18.07.22 18h00 » Vera Pedrosa
11.07.22 19h27 » Geoffrey Hill
11.07.22 19h27 » 20 haicais*
05.07.22 17h09 » Touro Sentado
27.06.22 20h28 » Gal Freire
20.06.22 15h58 » Michaela Schmaedel
13.06.22 18h08 » Sarah Valle
06.06.22 14h00 » Hu Xudong
30.05.22 14h15 » Carlos "Gato" Martínez
23.05.22 17h29 » Luis Dolhnikoff
16.05.22 17h30 » Renée Ferrer
09.05.22 17h26 » Pedro Vale
02.05.22 14h33 » Jessica Stori
25.04.22 17h43 » Bianca Barbosa
19.04.22 08h00 » Erro de português
19.04.22 00h10 » Kiara Baco Anhôn
08.04.22 16h41 » Cuiabanália

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet